Páginas

quinta-feira, 19 de julho de 2018

QUESTÕES DE VESTIBULAR E ENEM SOBRE PROTECIONISMO E COMÉRCIO GLOBAL

1- Após a Segunda Guerra Mundial houve um “surto” de empresas multinacionais no mundo, sobretudo norte-americanas, europeias e asiáticas. Tais empresas contribuíram também para o processo de globalização, interligando países e continentes através do comércio.
Assinale a alternativa que não está de acordo com o comércio global.
a) Hoje o mundo está interligado, ou seja, globalizado, diante desse fato há uma grande quantidade de relações comerciais entre os países, gerando o que chamamos de exportação (venda) e importação (compra). 
b) O incremento no comércio internacional ocorreu em razão de dois fatores: a dispersão das empresas multinacionais e evoluções nos meios de transportes (rodoviário, ferroviário, hidroviário, aeroviário e principalmente marítimo).
c) O evolução nos meios de transporte favoreceram maior mobilidade de matéria-prima e de produtos (exemplo: bens de consumo, gêneros agrícolas, recursos minerais, entre muitos outros) em toda a face da Terra. 
d) A maior parte dos produtos que chegam ao Brasil vem por meio de rodovias em caminhões que sofrem com os empecilhos da estradas esburacadas e uma grande quantidade carga tributária.
e) O fluxo de mercadorias em âmbito internacional ocorrem, majoritariamente, por meio do transporte marítimo, que movimenta cerca de 75% do volume de cargas no mundo. 

Texto 1
Segundo a OMC, Brasil teve o 6º maior crescimento das vendas externas entre os trinta principais exportadores mundiais

O Brasil ampliou seu percentual de participação nas exportações mundiais em 2017. O dado integra o relatório “Trade and Statistics Outlook” divulgado hoje pela Organização Mundial do Comércio (OMC). O documento aponta que o comércio mundial apresentou o maior crescimento em volume em seis anos, ao registrar uma expansão de 4,7%, no ano passado. Em valor, as exportações mundiais aumentaram 10,6%. O Brasil registrou aumento acima da média mundial. As exportações brasileiras, cresceram 17,5 % em valor, em 2017, depois de cinco anos de quedas consecutivas. O resultado levou à ampliação da participação brasileira nas vendas mundiais para 1,23% do total - contra 1,16% em 2016. O índice de 2017 para o Brasil é o maior desde 2013, quando chegou a 1,28%. O relatório também mostra que o crescimento das vendas brasileiras ao exterior, no período, foi o 6º mais expressivo entre os trinta maiores exportadores - na frente de países como Estados Unidos, China, Alemanha, México e Índia. Para o secretário de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Abrão Neto, o bom resultado do Brasil reflete "o crescimento da demanda mundial, que aqueceu o apetite por produtos nos quais o Brasil é competitivo". O secretário também atribuiu o resultado a outros fatores como a safra agrícola recorde, o crescimento da produção de petróleo e o desempenho favorável das exportações de bens manufaturados, como do setor automotivo. Em 2017, a indústria brasileira bateu recorde histórico ao exportar 791 mil automóveis e veículos de cargas para 83 países diferentes. Um crescimento de 40% em relação a 2016, com destaque para os países com os quais o Brasil firmou acordos automotivos como Argentina (com aumento de 43% frente a 2016); México (+70%); Chile (+98%); Uruguai (+59%); e Colômbia (+50%).

2- Assinale o item que representa uma desvantagem das exportações.
a) aumenta a riqueza do país.
b) valoriza os produtos locais.
c) concorre com produtos de outros países.
d) aumenta a lucratividade das empresas nacionais.
e)  um produto de alto valor de exportação pode ter seu preço aumentado no mercado interno.

3- Protecionismo é sistema de proteção da indústria ou do comércio de um país, concretizado em leis que proíbem ou inibem a importação de determinados produtos, por meio da taxação de produtos estrangeiros.

A barreira que ocorre quando um país, por meio de fiscalização, descobre que um determinado tipo de madeira importada é fruto de desmatamento ilegal, considera-se um(a):
a) Barreira Fitossanitária.
b) Barreira Alfandegária.
c) Barreira Ambiental.
d) Taxa de câmbio.
e) Subsídios.

Texto 2.
União Europeia não importa mais frango do Brasil

A União Europeia anunciou nesta quinta-feira (19) a proibição de 20 frigoríficos brasileiros de exportar frango para o bloco econômico. O embargo entrará em vigor 15 dias após a decisão ser oficialmente publicada.
"Nós confirmamos que os representantes dos países votaram por unanimidade a favor de deslistar 20 estabelecimentos brasileiros de exportar carne e seus derivados (especialmente frango). A medida proposta pela comissão europeia é relativa a deficiências detectadas no sistema brasileiro oficial de controle sanitário", disse a UE, em comunicado.
A lista com as 20 unidades não foi divulgada pela UE "por razões comerciais". A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa os produtores nacionais de aves, informou ao G1 que 9 empresas foram afetadas: 12 frigoríficos da BRF e outras 8 unidades de outras empresas.
(...)

4- A manchete é um exemplo de que tipo de protecionismo?
a) Barreira Fitossanitária.
b) Barreira Alfandegária.
c) Barreira Ambiental.
d) Taxa de câmbio.
e) Subsídios.

Texto 3
União Europeia é um bloco econômico constituído por 28 países. Ele surgiu na década de 1950, após a Segunda Guerra Mundial. Surgiu inicialmente com seis países e é uma parceria econômica e política entre os países europeus. Ele se enquadrou, inclusive, numa classificação diferente, sendo uma “supranacional” (formada por várias nações). Sua união vai além de áreas econômicas, sendo também política e social.
O bloco possui um sistema de instituições independentes e decisões que são negociadas entre os países-membros. As principais instituições são a Comissão Europeia, o Conselho da União Europeia, o Conselho Europeu, o Tribunal de Justiça da UE, Tribunal de Contas, Banco Central Europeu e o Parlamento Europeu. Eles se organizaram por meio do mercado comum, através de leis especificas que são aplicadas em todos os países.
Uma das intenções da União Europeia foi colocar um fim às guerras entre os países vizinhos, que tornaram-se intensas na Segunda Guerra Mundial. Dentre as características comuns nos blocos econômicos estão a mútua ajuda para ser forte economicamente, além de facilitar negócios entre os países integrantes. As políticas da UE são voltadas para a livre circulação de pessoas, serviços, bens e capital, bem como a legislação sobre assuntos relativos à justiça, mantendo também as políticas relativas ao comércio.

5- No dia 24/06/2016 um dos países da EU, decide deixar o bloco após um referendo. Trata-se do(a):
a) Reino Unido.
b) Itália.
c) Espanha.
d) Alemanha.
e) Portugal.

Texto 4

Venezuela foi suspensa de seu Bloco por não ter cumprido acordos e tratados do protocolo de adesão ao bloco. O governo venezuelano será comunicado por uma nota oficial da Secretaria Geral do Bloco ainda na sexta-feira e perderá todos os direitos de participação no bloco.
A suspensão é por tempo indeterminado. De acordo com a fonte, para retornar ao Bloco a Venezuela terá que renegociar todo o seu protocolo de adesão, com novos cronogramas e prazos para cumprimento dos acordos, como se fosse uma nova adesão.
"Com o atual momento político e as dificuldades de negociação, é muito difícil prever quando, se e como a Venezuela pode tentar renegociar", disse a fonte do Ministério das Relações Exteriores brasileiro à Reuters.
A decisão foi tomada em reunião dos negociadores durante a tarde, mas já estava prevista há alguns dias. Nesta quinta-feira, a Venezuela completa quatro anos de adesão ao Bloco, e este foi o prazo máximo dado ao país pelos outros membros - Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai - para que os venezuelanos cumprissem todas as normas de adesão.
Até esta semana, os venezuelanos haviam incorporado apenas cerca de 80 por cento das 1.224 normas técnicas exigidas, e 25 por cento dos tratados necessários. Entre eles, normas consideradas essenciais. A principal delas é o Acordo de Complementação Econômica 18. O texto prevê, entre outros pontos, a tarifa externa comum e o programa de eliminação de barreiras tarifárias intrabloco e é considerado a espinha dorsal do acordo comercial do Bloco da América do Sul.

6- O Bloco citado no texto o qual a Venezuela foi suspenso é o:
a) Apec.
b) Nafta.
c) Sadc.
d) Mercosul.
e) União Europeia.


7- (Fuveste-2019)

Com base no gráfico referente à pauta das exportações brasileiras, é correto afirmar que, no período analisado, houve:
(A)     ampliação do setor secundário, especialmente de bens de capital intermediários.
(B) consolidação do Brasil como exportador de alta tecnologia, cujo percentual vem se ampliando na pauta de exportações brasileiras.
(C) fortalecimento do setor primário e declínio do setor de maior valor agregado.
(D) maior peso do setor primário, pela primeira vez na história econômica brasileira.
(E) diminuição da agroindústria nas exportações e aumento do peso dos bens manufaturados.

8- (Fuvest-2017) Anamorfose geográfica representa superfícies dos países em áreas proporcionais a uma determinada quantidade.

Observe as seguintes anamorfoses:
Nas alternativas apresentadas, os títulos que identificam de forma correta as anamorfoses I e II são, respectivamente:

a) Transporte aéreo e Transporte ferroviário.
b) População urbana e População rural.
c) População total e Produto Interno Bruto.
d) Ocorrência de HIV e Ocorrência de malária.
e) Exportação de armas e Importação de armas.

9- FUVEST 2016
Há dois lados na divisão internacional do trabalho [DIT]: um em que alguns países especializam􀀀se em ganhar, e outro em que se especializaram em perder. Nossa comarca do mundo, que hoje chamamos de América Latina, foi precoce: especializou-se em perder desde os remotos tempos em que os europeus do Renascimento se abalançaram pelo mar e fincaram os dentes em sua garganta. Passaram os séculos, e a América Latina aperfeiçoou suas funções. Este já não é o reino das maravilhas, onde a realidade derrotava a fábula e a imaginação era humilhada pelos troféus das conquistas, as jazidas de ouro e as montanhas de prata. Mas a região continua trabalhando como um serviçal. Continua existindo a serviço de necessidades alheias, como fonte e reserva de petróleo e ferro, cobre e carne, frutas e café, matérias-primas e alimentos, destinados aos países ricos que ganham, consumindo-os, muito mais do que a América Latina ganha produzindo-os.
Eduardo Galeano. As Veias Abertas da América Latina.
Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981. Adaptado.

Sobre a atual Divisão Internacional do Trabalho (DIT), no que diz respeito à mineração na América Latina, é correto afirmar:

a) O México é o país com maior produção de carvão, cuja exportação é controlada por capital canadense. Para tal situação, o padrão de dominação Norte/Sul na DIT, mencionado pelo autor, é praticado no mesmo continente.
b) A Colômbia ocupa o primeiro lugar na produção mundial de manganês, por meio de empresas privatizadas nos dois últimos governos bolivarianos, o que realça sua posição no cenário econômico internacional, rompendo a dominação Norte/Sul.
c) O Chile destaca-se pela extração de cobre, principalmente na sua porção centro-norte, que é, em parte, explorado por empresas transnacionais, o que reitera o padrão da DIT mencionado pelo autor.
d) A Bolívia destaca-se como um dos maiores produtores de ferro da América Latina, e, recentemente, o controle de sua produção passou a ser feito por Conselhos Indígenas. Essa autonomia do País permitiu o rompimento da dominação estadunidense.
e) O Uruguai é o principal produtor mundial de prata, e o controle de sua extração é feito por empresas transnacionais. Nesse caso, mantém-se o padrão da inserção do país na DIT mencionada pelo autor.

10- (Fuvest-2015) Observe a charge.

Com  base  na  charge  e  em  seus  conhecimentos,  avalie as afirmações:

I. O  rápido  e  intenso  crescimento  econômico  chinês  se deu  às  custas  da  exploração  de  recursos  florestais  da União Europeia.
II. A  despeito  da  distinta  condição  econômica  da  União Europeia  e  da  China  na  atualidade,  essas  economias permanecem interligadas.
III. A dependência econômica da China em relação à União Europeia assenta-se no consumo do etanol europeu.
IV. Enquanto  parte  da  União  Europeia  vive  uma  crise econômica, a economia chinesa cresce.

Está correto apenas o que se afirma em
a)  I e II.
b)  I, II e III.
c)  III e IV.
d)  I, III e IV.
e)  II e IV.


GABARITO:

1D / 2E / 3C / 4A / 5A / 6D / 7C / 8E / 9C / 10E / 11

Nenhum comentário:

Postar um comentário