sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

DINÂMICAS

Teatro sobre as matérias

Organizar representações teatrais pode ser uma ótima alternativa para trabalhar os conteúdos em sala de aula! É uma maneira criativa e divertida de os alunos terem contato com um fato histórico, por exemplo, e gravarem as informações mais facilmente por meio da encenação delas. Peça para interpretarem personagens importantes da história, reproduzirem estilos de vida do passado ou recitarem falas e pensamentos significativos. As peças de teatro também podem ser feitas em outras disciplinas, como biologia e química, mostrando as descobertas nessas áreas de estudo!

Sala de aula invertida

Essa dinâmica permite que os alunos sejam os “protagonistas” da aula. Com a matéria disponibilizada previamente pelos professores, em materiais como vídeos e textos de apoio, os estudantes verificam as informações necessárias e já chegam à sala de aula com as dúvidas e as informações que acham importante compartilhar com os colegas. Ou seja, o andamento da aula será dado pelos alunos! A dinâmica da sala de aula invertida desenvolve o trabalho em equipe e as habilidades de argumentar, já que os alunos devem mostrar seus pontos de vista sobre o assunto.

Ensinar a separar os lixos

Separar um momento da aula para ensinar os alunos a descartar os lixos de maneira correta é uma contribuição significativa para o meio ambiente e para o futuro dos alunos! É possível abordar assuntos relacionados às mudanças climáticas e à preservação da natureza, por exemplo, em disciplinas como biologia e geografia. Apresente materiais interativos que explicam a importância de jogar o lixo nos locais corretos e separar os materiais orgânicos dos recicláveis. Se a escola tiver lixeiras que permitem a separação do lixo, já é um ótimo exemplo, e isso permite que a atividade seja mais dinâmica. Se não, converse com os alunos para criarem um projeto que incentive a instalação delas!

Quem sou eu?

Usando papéis e adesivos, escreva palavras que tenham relação com o conteúdo que está sendo trabalhado em uma disciplina, como personagens famosos ou até processos biológicos. O aluno deve grudar o papel em sua cabeça, sem olhar o que está escrito nele, e tentar descobrir quem ele é com as dicas que os colegas darão.

Bola no polegar

Escreva várias perguntas sobre o conteúdo que está sendo estudado em uma bola ou cole papéis nela. Reúna os alunos em um círculo e jogue a bola para um. Quando um aluno pegá-la, ele deve responder a questão que está embaixo do seu polegar direito. Continue o jogo passando a bola para os colegas da turma e encerre quando todas as perguntas forem respondidas!

Verdade ou consequência

Os alunos devem fazer um círculo no chão e uma garrafa deve estar no centro. Sorteie alguém para girar a garrafa e a pessoa que for apontada pelo bico dela deve escolher “verdade” ou “consequência”. Na “verdade”, a pessoa para quem o fundo da garrafa está apontando deve fazer uma pergunta relacionada ao conteúdo da disciplina. Mas se a pessoa escolher “consequência” ou errar a resposta, ela será desafiada a pagar uma prenda escolhida pelo aluno responsável por fazer a pergunta inicial.

Jogo da mímica

Divida a sala em dois grupos. Um participante de uma equipe deve escolher uma palavra para a outra, relacionada com o tema que está sendo trabalhado na disciplina. O participante que sabe a palavra deve ficar no centro ou na frente da sala e fazer uma mímica para o seu grupo adivinhar o que é. Vá alternando os grupos e dê a oportunidade de todos participarem dessa atividade, que estimula a transmissão de pensamentos e emoções com os gestos. O grupo que mais acertar ganha!

FONTE: https://www.dombosco.com.br/noticias/7-dinamicas-para-os-professores-realizarem-em-sala-de-aula.html

JOGO DA FORCA

O jogo da forca é um jogo em que o jogador tem que acertar qual é a palavra proposta, tendo como dica o número de letras e o tema ligado à palavra. A cada letra errada, é desenhado uma parte do corpo do enforcado. O jogo termina ou com o acerto da palavra ou com o término do preenchimento das partes corpóreas do enforcado.

A sala de aula poderá ser dividida em equipes.

Para começar o jogo se desenha uma base e um risco correspondente ao lugar de cada letra.

Por exemplo, para a palavra "CERRADO", se escreve:
C E R R A D O ------> _ _ _ _ _ _ _

O jogador que tenta adivinhar a palavra deve ir dizendo as letras que podem existir na palavra. Cada letra que ele acerta é escrita no espaço correspondente.
C E R R A D O → C _ _ R A _ _

Caso a letra não exista nessa palavra, desenha-se uma parte do corpo (iniciando pela cabeça, tronco, braços…)

O jogador (que está tentando adivinhar a palavra) pode escolher entre falar uma letra ou fazer uma tentativa perigosa de tentar adivinhar a palavra falando a palavra que pensa que é.

Caso o jogador deseja fazer uma tentativa perigosa de tentar adivinhar a palavra falando a que pensa que é se ele errar a palavra ele perde na hora.

O jogo é ganho se a palavra é adivinhada. Caso o jogador não descubra qual palavra é ele que perde.

O jogador que tentava adivinhar a palavra antes então escolhe uma nova palavra e invertem-se.

Benefícios

Especialistas defendem que o jogo da forca ajuda as crianças a ultrapassar problemas de dislexia.

FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Jogo_da_forca

JOGOS PARA SALA DE AULA

•ೋೋ• JOGOS SOBRE MEIO AMBIENTE •ೋೋ•

 •ೋೋ• JOGO DA FORCA •ೋೋ•

MÚSICA SOBRE RELEVO (MORRO) - DESIGUALDADE SOCIAL



TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Morro, Relevo, Desigualdade Social, Problemas de Urbanização, etc.

Encanto da Paisagem
Nelson Sargento


Morro
És o encanto da paisagem
Suntuoso personagem
De rudimentar beleza

Morro
Progresso lento e primário
És imponente no cenário
Inspiração da natureza

Na topografia da cidade
Com toda simplicidade
És chamado de elevação

Vielas
Becos e buracos
Choupanas, tendinhas, barracos
Sem discriminação

Morro
Pés descalços na ladeira
Lata d'água na cabeça
Vida rude alvissareira
Crianças sem futuro, sem escola
Se não der sorte na bola
Vai sofrer a vida inteira

Morro
O teu samba foi minado
Ficou tão sofisticado
Já não é tradicional

Morro
És lindo quando o sol desponta
E as mazelas vão por conta
Do desajuste social

Morro
És lindo quando o sol desponta
E as mazelas vão por conta
Do desajuste social

MUSICA SOBRE CAATINGA E CLIMA SEMIÁRIDO



TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Caatinga e clima semiárido

Asa Branca
Luiz Gonzaga


Quando oiei' a terra ardendo
Qual fogueira de São João
Eu preguntei' a Deus do céu, uai
Por que tamanha judiação?
Eu preguntei' a Deus do céu, uai
Por que tamanha judiação?

Que braseiro, que fornaia'
Nenhum pé de prantação'
Por farta' d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão
Por farta' d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão

Inté' mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
Entonce' eu disse: adeus, Rosinha
Guarda contigo meu coração
Entonce' eu disse: adeus, Rosinha
Guarda contigo meu coração

Hoje longe, muitas légua
Numa triste solidão
Espero a chuva cair de novo
Pra mim vortar' pro meu sertão
Espero a chuva cair de novo
Pra mim vortar' pro meu sertão

Quando o verde dos teus óio'
Se espaiar' na prantação'
Eu te asseguro, não chore, não, viu
Que eu vortarei', viu, meu coração
Eu te asseguro, não chore, não, viu
Que eu vortarei', viu, meu coração

MÚSICA SOBRE DITADURA


TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Regime militar

O Tempo Não Pára
Cazuza

Disparo contra o sol
Sou forte, sou por acaso
Minha metralhadora cheia de mágoas
Eu sou um cara

Cansado de correr
Na direção contrária
Sem pódio de chegad
a ou beijo de namorada
Eu sou mais um cara

Mas se você achar
Que eu 'to derrotado
Saiba que ainda estão rolando os dados
Porque o tempo, o tempo não para

Dias sim, dias não
Eu vou sobrevivendo sem um arranhão
Da caridade de quem me detesta

A tua piscina 'tá cheia de ratos
Tuas ideias não correspondem aos fatos
O tempo não para

Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não para
Não para não, não para

Eu não tenho data pra comemorar
Às vezes os meus dias são de par em par
Procurando agulha num palheiro

Nas noites de frio é melhor nem nascer
Nas de calor, se escolhe, é matar ou morrer
E assim nos tornamos brasileiros
Te chamam de ladrão, de bicha, maconheiro
Transformam um país inteiro num puteiro
Pois assim se ganha mais dinheiro

A tua piscina 'tá cheia de ratos
Tuas ideias não correspondem aos fatos
O tempo não para

Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não para
Não para não, não para

Dias sim, dias não
Eu vou sobrevivendo sem um arranhão
Da caridade de quem me detesta
A tua piscina 'tá cheia de ratos
Tuas ideias não correspondem aos fatos
Não, o tempo não para

Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não para


Não para não, não, não, não, não para

MUSICA SOBRE GLOBALIZAÇÃO


TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Globalização

Globalização - O Delírio Do Dragão
Tribo de Jah

Globalização é a nova onda
O império do capital em ação
Fazendo sua rotineira ronda

No gueto não há nada de novo
Além do sufoco que nunca é pouco
Além do medo e do desemprego, da violência e da impaciência
De quem partiu para o desespero numa ida sem volta
Além da revolta de quem vive as voltas
Com a exploração e a humilhação de um sistema impiedoso
Nada de novo
Além da pobreza e da tristeza de quem se sente traído e esquecido
Ao ver os filhos subnutridos sem educação
Crescendo ao lado de esgotos, banidos a contragosto pela sociedade
Declarados bandidos sem identidade
Que serão reprimidos em sumária execução
Sem nenhuma apelação

Não há nada de novo entre a terra e o céu
Nada de novo
Senão o velho dragão e seu tenebroso véu de destruição e fogo
Sugando sangue do povo
De geração em geração
Especulando pelo mundo todo
É só o velho sistema do dragão
Não, não há nenhuma ilusão, ilusão
Só haverá mais tribulação, tribulação

Os dirigentes do sistema impõem seu lema
Livre mercado, mundo educado para consumir e existir sem questionar

Não pensam em diminuir ou domar a voracidade
E a sacanagem do capitalismo selvagem
Com seus tentáculos multinacionais querem mais, e mais, e mais
Lucros abusivos
Grandes executivos são seus abastados serviçais
Não se importam com a fome, com os direitos do homem
Querem abocanhar o globo, dividindo em poucos o bolo
Deixando migalhas pro resto da gentalha, em seus muitos planos
Não veem seres humanos e os seus valores
Só milhões e milhões de consumidores
São tão otimistas em suas estatísticas e previsões
Falam em crescimento, em desenvolvimento por muitas e muitas gerações

Não há nada de novo entre a terra e o céu
Nada de novo
Senão o velho dragão e seu tenebroso véu de destruição e fogo
Sugando sangue do povo
De geração em geração
Especulando pelo mundo todo
É só o velho sistema do dragão
Não, não há nenhuma ilusão, ilusão
Só haverá mais tribulação, tribulação

Não sentem o momento crítico, talvez apocalíptico
Os tigres asiáticos são um exemplo típico
Agora mais parecem gatinhos raquíticos e asmáticos
Se o sistema quebrar será questão de tempo
Até chegar o racionamento e o desabastecimento
Que sinistra situação!
O globo inchado e devastado com a superpopulação
Tempos de barbárie então virão, tempos de êxodos e dispersão
A água pode virar ouro
O rango um rico tesouro

Globalização é uma falsa noção do que seria a integração,
Com todo respeito a integridade e a dignidade de cada nação
É a lei infeliz do grande capital
O poder da grana internacional
Que faz de cada país apenas mais um seu quintal
É o poder do dinheiro regendo o mundo inteiro
Ricos cada vez mais ricos e metidos
Pobres cada vez mais pobres e falidos
Globalização, o delírio do dragão!

MÚSICA SOBRE DINÂMICA ATMOSFÉRICA



TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Dinâmica Atmosférica

Dinâmica da Atmosfera
Guilherme Durans

Tempo e clima são coisas diferentes
Um é momentâneo o outro é permanente
Sobre o assunto agora vai saber muito
sobre clima você vai aprender

O tempo é passageiro ocorrendo mudanças do dia inteiro
Combinação de fenômenos em tal cidade
temperatura pressão do ar e umidade
Ventos e nebulosidade

O clima é constante
Dura pelo menos 30 anos e não muda a todo instante
É sucessão de diferentes tipos de tempo
resultante da atmosfera e de seu movimento

As camadas da atmosfera de baixo
para cima vamos ver se tu pega
Troposfera, Estratosfera, Mesosfera, Ionosfera, Exosfera
Troposfera, Estratosfera, Mesosfera, Ionosfera

Fatores climáticos são características
Palavras-chaves que determinam o clima
massas de ar e altitude
Correntes marítimas e latitude
Maritimidade e vegetação continentalidade e urbanização
E também o relevo constroem a identidade
climática de uma região

A Terra é como um espelho o índice de reflexão
é chamado albedo
Na neve os raios solares vão refletir
No asfalto eles não vão conseguir fugir

Quanto mais claro a superfície o raio vai voltar
Quanto mais escuro vai bater e vai ficar

Os elementos do clima aqui na Terra
temperatura umidade e pressão atmosférica
são importantes para interpretar saber
se vai chover ou se o sol vai raiar

O clima do Brasil é tropical, subtropical
semiárido ou equatorial tropical de altitude ou Atlântico
Climas regionais presentes por todo o ano

As massas de ar equatorial, tropical
Cada um com seus elementos
do tipo Atlântico ou Continental
A massa polar é essencial
Principalmente no inverno que mostra seu potencial
Domina o Brasil de sul a norte
Dentre todas as outras ela é a mais forte

MUSICA SOBRE CONFLITOS ARMADOS


TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Conflitos armados

Conflitos Armados No Mundo
Guilherme Durans

Ouça Conflitos Armados N…

Conflitos, atritos
A guerra surgiu, religiosos, políticos
Uma bomba explodiu

Guerrilha é organizada
Só buscam seus direitos na sua área injustiçada
Governo é alvo do ataque
Evitam fazer vítimas de exemplo tem as Farc

Terrorismo é bagunçado
Só buscam o terror e qualquer um pode ser alvo
Sua ideologia tem que reinar
Senão o Estado Islâmico ou Al-Qaeda vão atacar

Uma área de controle eles querem ter
Para os conflituosos, território é poder
Desse jeito a guerra vai se manter
E a absoluta paz nunca vai acontecer

O caso da Irlanda entre religiosos
Brigas incessantes protestantes e católicos
Também tem o caso da Caxemira
Entre o Paquistão, a Índia e a China
A pobre região quer ser independente
Em perder território não deixa os três contentes

Conflitos, atritos
A guerra surgiu
Religiosos, políticos
Uma bomba explodiu

Os Curdos são um povo sem Estado
Só buscam seus direitos
Um poder centralizado
Sem território fica complicado
Viver sendo oprimidos ou marginalizados

A Catalunha quer ser independente
Tem idioma, cultura e costumes diferentes
Da Espanha, quer se separar
E seu próprio território formar e prosperar

A África pede piedade
Pede o fim das guerras
Tem suas necessidades
Conflitos, de ódio e maldade
Tem o Imperialismo e também o Apartheid

Os Judeus precisavam escapar
A única saída foi a diáspora
Década de 40, movimento sionista
Israel foi fundada, isso foi uma conquista
Agora o povo tem onde se fixar
Porém da Palestina esqueceram de cuidar

Israel começou a aumentar
Perturbando os Muçulmanos que começaram a atacar
Guerra dos Seis Dias, Guerra do Yom Kippur
Situações que aumentaram esse conflito
Com essas guerras nada se faz
O mundo ainda espera um pouco de amor e paz

Conflitos, atritos
A guerra surgiu
Religiosos, políticos
Uma bomba explodiu

Conflitos, atritos
A guerra surgiu
Religiosos, políticos
Uma bomba explodiu

MUSICA SOBRE DEMOGRAFIA (POPULAÇÃO)



TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Demografia

Aspectos Demográficos
Guilherme Durans


Estudar a população de forma quantitativa
Aspectos e crescimentos
Função da demografia

Medicina aumentou a longevidade
Tecnologia subiu, caiu mortalidade
Revolução industrial e aumento das cidades
Mulher teve emprego, caiu natalidade

Densidade demográfica
Ta no papo
Quantidade de pessoas por quilometro quadrado
Taxa de natalidade, resolva
Nascimento vezes mil por total de pessoas
Taxa de mortalidade, resolva
Morte vezes mil por total de pessoas
Taxa vegetativa é em porcentagem
Taxa de natalidade menos de mortalidade

País populoso é fácil de sacar
É o total de habitantes naquele lugar
E já o outro é país povoado
População absoluta por quilômetro quadrado

Medicina aumentou a longevidade
Tecnologia subiu, caiu mortalidade
Revolução industrial e aumento das cidades
Mulher teve emprego, caiu natalidade

Mautusianos, vou falar
Crescimento em PG
Alimento em PA
Guerra e miséria por anos afetando
Pra controlar as pessoas isso neomautusianos
Os reformistas vão dizendo
Mais a distribuição é feita em níveis desiguais(desiguais)
Uh, uh, uh, uh, uh

Em um grupo semelhança de características
Religioso, cultural ou política
Isso é etinia
Cor da pele e tipo do cabelo
Formato do rosto
Isso é raça parceiro
Preta, amarela ou branca
Na verdade é só uma
É raça humana

Mesmos valores, política ou religião
Mesma cultura, isso é nação
Grupo de pessoas com coisas em comum
E nesse mundão cada um é cada um
Medicina aumentou a longevidade
Tecnologia subiu, caiu mortalidade
Revolução industrial e aumento das cidades
Mulher teve emprego, caiu natalidade

Medicina aumentou a longevidade
Tecnologia subiu, caiu mortalidade
Revolução industrial e aumento das cidades
Mulher teve emprego, caiu natalidade

MÚSICA SOBRE FUSOS, ESCALA E DISTÂNCIAS



TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Fuso-Horário, Escala e Distância.

Fusos, Escala e Distâncias
Guilherme Durans


Fusos horários ou zonas horárias
Seguem o mesmo tempo
E são 24 áreas
Greenwich parte bem no meio
Em leste e oeste
É hora de dar um passeio

Pra direita o tempo positiva
Pra esquerda ele negativa
15 graus representa uma hora
Pro leste o tempo aumenta
Pro oeste ele volta

Equador no verso aqui entra
Divide em norte e sul
De 0 a 90
Os paralelos geram as latitudes
Meridianos geram ad longitudes

Os dois juntos formam uma equipe
Compõem as coordenadas para que eu me localize
Num simples mapa ou gps, no Google Maps ou também por um satélite

E se você quiser ler um mapa
Tenha 3 informações e as coordenadas
Distância real e imaginária
Também é preciso a tal da escala

Distância real é um D
A escala é um E
Distância imaginária é um d
E o valor também é bem pequenininho

Pra calcular o D
Pegue o d vezes o E
Talvez você terá que transformar
Porque o valor em km deve estar

Pra calcular o E
D por d, essa é a fração
Talvez você não terá que transformar
Mas um valor enorme você vai encontrar

D por E é o d
Lembre de transformar o valor pra cm
Agora você já sabe como calcular
E nas provas vai arrebentar

Horário de sair, horário de chegar
O primeiro passo é se localizar
Longitudes diferentes você tem que sacar
Pegue os dois valores e bote pra somar

Somados, agora vai com tudo
Divida ele por 15 e você encontrou os fusos
Cada fuso representa uma hora
Agora é só saber se o tempo aumenta ou se ele volta

Longitudes iguais é só subtrair
Dividir por 15 e o fuso vai surgir
Pro leste o tempo vai subir, já pro oeste ele vai cair

MUSICA SOBRE DIVERSIDADE



TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Miscigenação, Diversidade Brasileira, Povos que colonizaram o Brasil, Globalização, etc.

Somos o Mundo
Guilherme Durans

Invasores chegaram de agentes por aqui
Falo das tribos de Jê, Carajás e Tupi
Entre outros, entre muitos outros

Portugueses chegaram e por aqui se instalaram
Novos povos vieram e depois se misturaram
E o resultado

No frio do Brasil tem Russia e Alemanha
Um pouco mais em cima tem japão e tem espanha
Aqui tem tudo, aqui tem o mundo
Africa veio forçadamente
e aqui ficou em meio as correntes
Servindo, quase genocídio

Sou do chimarrão, do cuxá e do acarajé
Eu danço frevo e tenho samba no pé
Eu sou música, eu sou cultura

A esfirra do Habibs é dos mulçumanos
A velha pizza dos italianos
E a feijoada é misturada

Sou católico, espírita, sou budista
Sou evangélico e também umbandista
Sou igreja, eu sou festa

Sangue que aqui corre é de sertanejo
É de índio, é mulato e também tem de negro
Aqui tem tudo, somos o mundo

Música sobre Relevo e Biomas


TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Relevo e Biomas

Relevo e Biomas
Guilherme Durans


Transformação geológica se expressa
Mais claramente no relevo
Que é a parte superficial da Terra
É o nosso meio


Placa tectônica se convergiu
E o resultado, uma montanha surgiu
Com grandes altitudes e elevações
Em relação aos seus vizinhos, sem comparações


Quando as montanhas formam fileiras
Como se fossem paredes
Isso é cordilheira
De exemplo, com montanhas muito altas
Tem a dos Andes e a do Himalaia


As planícies são mais ou menos planas
Com muitos sentimentos que vêm das montanhas
Sedimentos que a praia ganha
Pelo oceano ou maré
É planície litorânea


Esse relevo não é alto e nem é baixo
Ele é mediano
Ele é o planalto
Maior que a planície e menor que a montanha
A parte mais alta é plana


O último é a depressão
Relevo bem baixo onde ocorre erosão
Geralmente, numa antiga região
Que sofreu muitos processos e sedimentação


O bioma é um local que abriga seres vivos
num ecossistema ambiental
Organismos da fauna e da flora
Que possuem uma relação à toda hora


Florestas tropicais e pluviais
Savanas ou recifes de corais
Subtropicais ou temperadas
Tundras, dunas ou praias


No Brasil, a natureza funciona
Milhões de espécies e seis tipos de Biomas
O Cerrado é no centro-oeste


Caatinga fica no Nordeste
Mata Atlântica no Sul Sudeste
Pampas no Sul
Pantanal no centro-oeste
A parte de cima tem sorte
Amazônia é o maior e fica no norte

MÚSICA SOBRE PROBLEMAS AMBIENTAIS



TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Problemas Ambientais

Problemas Ambientais
Guilherme Durans

Em desequilibrar a natureza
O ser humano ganha
Já basta os fenômenos naturais
E ainda tem interferência humana

Poluição atmosférica é terrível
Mudanças na atmosfera afetando os seres vivos
Afetando também o ambiente
Provocado por alguns materiais poluentes
Líquidos em suspensão, sólidas partículas
Materiais biológicos ou de energia, gases

Poluição da água é suicídio
É destruir a fonte de energia que te mantêm vivo
Atividades domésticas, agrícolas e industriais
Fatores que fazem se poluir mais
Água acidificada, seres vivos vão morrer
Não tem como usar, não tem como beber

O efeito estufa é importante
Para a manuntenção da terra que ocorre a todo instante
É natural, pra temperatura manter
Regular e o planeta aquecer

Mas se for extremo problemas vão surgir
Raios solares vão entrar
Mas não vão sair
Vai aquecer demais, isso é um perigo
Parem de poluir o ar e não teremos riscos, desse tipo

Partindo disso, existe outro mal
Aumento da temperatura
É aquecimento global
É a emissão de gases no ar
Que farão o efeito estufa aumentar
Desmatamento, atividades humanas

Queima de combustíveis que causarão mudanças
Chuvas ácidas vão ocorrer
Gases vão subir e mudanças vão sofrer
Desse jeito não vai ter solo e água que preste
Acidificados, ph abaixo de 7

Na inversão térmica
Uma troca ocorre
A massa fria desce
A massa quente sobe
A massa que vai pra baixo, traz poluentes
Causando problemas, pessoas doentes

Ilha de calor é bem atual
Quando a temperatura é maior que a rural
O centro urbano bem quente
Indo pra periferia muda de repente

O lixo é de origem humana
Visto que na natureza
Nada se perde, nada se ganha
Lavoisier estava certo nisso
Logo, qual será o destino de todo esse lixo?

Pra fechar, tem o el niño
Aquecimento anormal do oceano pacífico
Altera o clima regional e global
Mudando os padrões de vento a nível mundial

MUSICA SOBRE CONCEITOS GEOGRÁFICOS



TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Conceitos Geográficos (Paisagem, território, Lugar, Região e Espaço geográfico).

Conceitos Geográficos
Guilherme Durans

Conceitos geográficos é preciso saber
Fenômenos que aconteceram e que vão acontecer
Região, é bem definida
Com suas características específicas
O calor intenso do Saara
É totalmente diferente do frio intenso da Antártida
Próxima palavra-chava é o Lugar
É o seu ambiente familiar
Sua casa, seu trabalho ou churrasquinho da esquina
Sua igreja, a biblioteca ou sua academia
É familiar, é o seu lugar
Paisagem é fácil perceber
É tudo aquilo que seus olhos podem ver
A vista da janela pra praia
a vista dentro do carro pra calçada
Do Monte Roraima ou uma savana na África
O Território é limitado
Com suas fronteiras ou cercados
É o espaço já demarcado
Cidade de São Luís ou de São Paulo
A grande fazenda onde pasta o gado
Seu munícipio ou estado
O próximo é mudado
É modificado, alterado
É o Espaço Geográfico
A cidade que surgiu, o shopping que construiu
A rua que se formou
O hotel que se instalou

MUSICA GLOBALIZAÇÃO - GUILHERME DURANS


TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Globalização, Capitalismo Informacional, Industrialização, DIT, etc.

Globalização
Guilherme Durans

Na bolsa de valores, ações pra todo lado
O norte evolui, o sul tá atrasado
""produtos estrangeiros
Em prateleiras nacional""
A galera não importa
O que importa é o capital

Tecnologias de forma brutal
Aumentando a exclusão em escala global
Como eu já falei tá tudo mal
A galera não importa
O que importa é o capital
""vinho francês, charuto cubano
Terno italiano"", iphone americano
Vamo produzir que a galera tá comprando
Morrendo de trabalhar
Mas pelo menos tá luxando

Vou no mcdonald, comer um big mc
Tomar uma coca cola
Essas marcas são de fora
Volto pra casa no meu carro da mercedes
Usando meu relógio que comprei dos franceses

Chego em casa e ligo a tv
Ela foi muito cara, ela é da lg
Deito no sofá, estou muito feliz
Pego o controle, coloco na Netflix

Multinacionais que tomaram meus país
Deixando um mais triste, outra mais feliz
Despertando nas pessoas o espírito consumista
Aumentando o poder do sistema capitalista
Músicas de fora, estão no topo das paradas
Ouço justin bieber e depois metálica
""Bob, Michael, Elvis e Kurt Cobain""
Ouço a Rihanna e também o Eminem

A sony music não para de gravar
Porque ela sabe que todos vão baixar
E em pouco tempo as musicas vão estourar
E no spotify elas vão tocar
Tecnologias de forma brutal
Aumentando a exclusão em escala global
Como eu já falei tá tudo mal
A galera não importa
O que importa é o capital

Multinacionais que tomaram meus país
Deixando um mais triste, outra mais feliz
Despertando nas pessoas o espírito consumista
Aumentando o poder do sistema capitalista

Músicas de fora, estão no topo das paradas
Ouço justin bieber e depois metálica
""Bob, Michael, Elvis e Kurt Cobain""
Ouço a Rihanna e também o Eminem

A Sony Music não para de gravar
Porque ela sabe que todos vão baixar
E em pouco tempo as musicas vão estourar
E no Spotify elas vão tocar

Tecnologias de forma brutal
Aumentando a exclusão em escala global
Como eu já falei tá tudo mal
A galera não importa
O que importa é o capital

CANÇÃO DO SUBDESENVOLVIDO


TEMA DA AULA / OBJETO DE APRENDIZAGEM: Divisão mundial Pós 2ª Guerra, Geografia Econômica, Países subdesenvolvidos, Economia Brasileira, IDH Globalização.

Carlos Lyra - Canção do Subdesenvolvido

O Brasil é uma terra de amores
Alcatifada de flores
Onde a brisa fala amores
Em lindas tardes de abril
Correi pras bandas do sul
Debaixo de um céu de anil
Encontrareis um gigante deitado

Santa Cruz...hoje o Brasil
Mas um dia o gigante despertou
Deixou de ser gigante adormecido
E dele um anão se levantou
Era um país subdesenvolvido
Subdesenvolvido, subdesenvolvido, etc. (refrão)

E passado o período colonial
O país passou a ser um bom quintal
E depois de dar as contas a Portugal
Instaurou-se o latifúndio nacional, ai!
Subdesenvolvido, subdesenvolvido (refrão)

Então o bravo povo brasileiro
Em perigos e guerras esforçado
Mas que prometia a força humana
Plantou couve, colheu banana..
Bravo esforço do povo brasileiro
Mas não vi o capital lá do estrangeiro
Subdesenvolvido, subdesenvolvido... etc. (refrão)

As nações do mundo para cá mandaram
Os seus capitais tão "desinteressados"
As nações, coitadas, queriam ajudar
E aquela "Ilha Velha" não roubou ninguém

País de pouca terra, só nos fez um bem
Um "big" bem, un "big" bem, bom, bem, bom
Nos deu luz, ah! Tirou ouro, oh!
Nos deu trem, ahhh! Mas levou o nosso tesouro
Subdesenvolvido, subdesenvolvido... etc. (refrão)

Mas data houve que se acabaram
Os tempos duros e sofridos
Pois um dia aqui chegaram os capitais dos..
Paises amigos
País amigo desenvolvido
País amigo, país amigo

Amigo do subdesenvolvido
País amigo, país amigo
E nossos amigos americanos
Com muita fé, com muita fé
Nos deram dinheiro e nós plantamos
Só café!
É uma terra em que plantando tudo dá
Pode se plantar tudo que quiser
Mas eles resolveram que nós iríamos plantar
SÓ CAFÉ! SÓ CAFÉ!

Bento que bento é o frade - frade!
Na boca do forno - forno!

Tirai um bolo - bolo!
Fareis tudo que seu mestre mandar?
Faremos todos, faremos todos...

Começaram a nos vender e nos comprar
Comprar borracha - vender pneu
Comprar madeira - vender navio
Pra nossa vela - vender pavio
Só mandaram o que sobrou de lá
Matéria plástica,
Que entusiástica
Que coisa elástica,
Que coisa drástica
Rock-balada, filme de mocinho
Ar refrigerado e chiclet de bola
E coca-cola...!
Subdesenvolvido, subdesenvolvido... etc. (refrão)

O povo brasileiro tem personalidade
Não se impressiona com facilidade
Embora pense como americano
Embora dance como americano
Embora cante como americano
Lá, lá, la, la, la, la
Êh, êh, meu boi
Êh, roçado bão
O meior do meu sertão, thu, thu, thu
Comeram o boi...

O povo brasileiro embora pense, dance e cante
como americano
Não come como americano
Não bebe como americano
Vive menos, sofre mais
Isso é muito importante
Muito mais do que importante
Pois difere os brasileiros dos demais
Personalidade, personalidade
Personalidade sem igual
Porém... subdesenvolvida, subdesenvolvida
E essa é que é a vida nacional!

MUSICAS PARA AULAS DE GEOGRAFIA

 •ೋೋ• CANÇÃO DO SUBDESENVOLVIDO •ೋೋ•

•ೋೋ• GLOBALIZAÇÃO •ೋೋ•

•ೋೋ• GLOBALIZAÇÃO - TRIBO DE JAH •ೋೋ•

•ೋೋ• DITADURA MILITAR •ೋೋ•

•ೋೋ• ENCANTO DA PAISAGEM •ೋೋ•

•ೋೋ• ASA BRANCA •ೋೋ•

•ೋೋ• CONCEITOS GEOGRÁFICOS •ೋೋ•

•ೋೋ• PROBLEMAS AMBIENTAIS •ೋೋ•

•ೋೋ• RELEVO E BIOMAS •ೋೋ•

•ೋೋ• DIVERSIDADE / MISCIGENAÇÃO •ೋೋ•

•ೋೋ• FUSO HORÁRIO, ESCALA E DISTÂNCIA •ೋೋ•

•ೋೋ• DEMOGRAFIA •ೋೋ•

•ೋೋ• CONFLITOS ARMADOS •ೋೋ•

•ೋೋ•  DINÂMICA ATMOSFÉRICA•ೋೋ•