Páginas

domingo, 16 de maio de 2021

PROVA SOBRE FASES DA GLOBALIZAÇÃO (PONTO POSITIVOS E NEGATIVOS, CAPITAL FINANCEIRO, MEIO INFORMACIONAL) E REVOLUÇÃO TECNICO-CIENTÍFICO-INFORMACIONAL

 1ª) A Importância da Geografia está relacionada à necessidade de se conhecer o espaço geográfico. Este pode ser entendido como o espaço produzido pelo homem e que está em constante transformação ao longo do tempo. Dessa forma, podemos dizer que a geografia

A)      Não possui um caráter histórico e, por isso, não é capaz de contar a história e as características da ação humana sobre o meio em que vivemos.

B)      Estuda os elementos sociais e naturais em parceria com o intuito de compreender os fenômenos geoespaciais.

C)      Relaciona-se apenas com os aspectos naturais da paisagem.

D)      Relaciona-se apenas com os aspectos sociais da paisagem.

 

2ª) A globalização é um dos termos mais frequentemente empregados para descrever a atual conjuntura do sistema capitalista e sua consolidação no mundo. Na prática, ela é vista como

A)      O processo de integração global que visa o barateamento nos meios de transporte e comunicação em busca de uma padronização global e uma maior lucratividade.

B)      Uma interligação entre os países pobre e ricos a fim de diminuir as desigualdades socioeconômicas entre ambos.

C)      Um processo de integração global que não afeta a identidade cultural das nações, preservando seus costumes.

D)      Uma teoria geopolítica que não promover a integração global, mas desenvolve um padrão de consumo diferenciado entre países e fortalece o nacionalismo.

 

3ª) “Podemos dizer que o início da globalização ocorreu com a expansão marítima europeia, responsável por uma transformação gradativa da estrutura social da época. Anteriormente, não se pode dizer que havia uma globalização, uma vez que o predomínio era do isolamento das sociedades em economias relativamente autônomas e pouco ou nada integradas entre si.”

Disponível em: https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/fases-globalizacao.htm

O fragmento faz referência a qual fase da globalização?

A)      Primeira Fase.

B)      Segunda Fase.

C)      Terceira Fase.

D)      Quarta Fase.

 

4ª) A Segunda Fase da globalização foi marcada por uma série de fatores, principalmente com a introdução da máquina ao trabalho humano. Qual alternativa abaixo indica essa fase?

A)      a busca por novos mercados e, principalmente, por matérias-primas, como especiarias e metais preciosos, incentivou os navegadores europeus a buscarem novas terras e também novas rotas para os diferentes mercados. Um exemplo foi a busca pelas Índias por novos caminhos após a tomada de Constantinopla pelos turcos-otomanos.

B)      Com os avanços promovidos na área da indústria e os recursos captados por aquilo que se convencionou chamar de “mundo desenvolvido” a partir da exploração de suas colônias ou áreas de dominação econômica, os sistemas de transporte e comunicação ampliaram-se, havendo a criação e difusão de ferrovias, telégrafos, sistemas de telefonia, além do uso dos automóveis, aviões, entre outros. Com isso, o mundo foi se tornando cada vez mais interligado, embora tal interligação obedeça a uma hierarquia de dominação e dependência socioeconômica.

C)      A globalização estendeu-se do final da Segunda Guerra Mundial ao final da Guerra Fria e coincidiu com o período da Ordem Mundial marcado pela bipolaridade. Nessa época, o mundo viu a formação de dois grandes blocos de poder: de um lado, um liderado pelos Estados Unidos, o “bloco capitalista”; de outro, um liderado pela União Soviética, chamado de “bloco socialista”, embora não houvesse um sistema socialista de fato.

D)      O sistema financeiro conseguiu avançar ainda mais por meio daquilo que o sociólogo Manuel Castells chamou por Capitalismo Informacional ou pelo o que o geógrafo Milton Santos denominou por Meio Técnico-científico informacional. No plano político, consolidaram-se o poderio econômico e militar dos Estados Unidos e a formação de polos “secundários”, tais como a União Europeia, a China e a Rússia.

 

5ª) “A globalização estendeu-se do final da Segunda Guerra Mundial ao final da Guerra Fria e coincidiu com o período da Ordem Mundial marcado pela bipolaridade. Nessa época, o mundo viu a formação de dois grandes blocos de poder: de um lado, um liderado pelos Estados Unidos, o “bloco capitalista”; de outro, um liderado pela União Soviética, chamado de “bloco socialista”, embora não houvesse um sistema socialista de fato.”

Disponível em: https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/fases-globalizacao.htm

O fragmento faz referência a qual fase da globalização?

A)      Primeira Fase.

B)      Segunda Fase.

C)      Terceira Fase.

D)      Quarta Fase.

 

6ª) “O sistema financeiro conseguiu avançar ainda mais por meio daquilo que o sociólogo Manuel Castells chamou por Capitalismo Informacional ou pelo o que o geógrafo Milton Santos denominou por Meio Técnico-científico informacional. No plano político, consolidaram-se o poderio econômico e militar dos Estados Unidos e a formação de polos “secundários”, tais como a União Europeia, a China e a Rússia.”

Disponível em: https://mundoeducacao.uol.com.br/geografia/fases-globalizacao.htm

O fragmento faz referência a qual fase da globalização?

A)      Primeira Fase.

B)      Segunda Fase.

C)      Terceira Fase.

D)      Quarta Fase.

 

7ª) Analise a imagem e responsa corretamente.


 

A)      A globalização possibilitou a difusão mundial da tecnologia de forma igualitária.

B)      A evolução tecnológica aumentou a eficiência dos meios de transportes direcionados apenas ao comércio global.

C)      Atualmente, o transporte aéreo é o principal veículo para o transporte de mercadorias global.

D)      A evolução tecnológica nos meios de transporte favoreceu a integração global de forma mais eficiente e dinâmica tornando as viagens mais rápidas.

E)      Nota-se que houve um encolhimento global possibilitado pela involução tecnológica nos meios de transporte.

  

8ª) Dentre as desvantagens do capitalismo informacional destacam-se:


A) A evolução nos meio de transporte que encurtou o deslocamento pelo globo.
B) As transações financeiras virtuais que tomou conta do comércio mundial.
C) As invenções tecnológicas que facilitaram algumas atividades no cotidiano.
D) O poder de propagação das informações por meio dos veículos de comunicação.
E) A inacessibilidade de alguns meios tecnológicos a uma parcela a população que concretiza a exclusão social.

 

9ª) Leia o texto.

 


As multinacionais impõem suas características por todo mundo, principalmente através de suas mercadorias. Assinale a alternativa que caracteriza apenas multinacionais brasileiras.

A)      Nike, LG, Bob´s e Mcdonalds.

B)      Samsung, Motorola, Fiat e Nokia.

C)      Sony, Volkswagen, Ford e Adidas.

D)      Coca-Cola, Panasonic, Avon e Toyota.

E)      Odebrecht, Petrobras, Marcopolo e Embraer.

 

10ª) Leia o texto.

Eu, Etiqueta

Em minha calça está grudado um nome

Que não é meu de batismo ou de cartório

Um nome... estranho. Meu blusão traz lembrete de bebida

Que jamais pus na boca, nessa vida,

Em minha camiseta, a marca de cigarro. Que não fumo, até hoje não fumei. Minhas meias falam de produtos

Que nunca experimentei. Mas são comunicados a meus pés.

Meu tênis é proclama colorido. De alguma coisa não provada

Por este provador de longa idade.

Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro, Minha gravata e cinto e escova e pente, Meu copo, minha xícara,

Minha toalha de banho e sabonete, Meu isso, meu aquilo.

Desde a cabeça ao bico dos sapatos, São mensagens,

Letras falantes, Gritos visuais, Ordens de uso, abuso, reincidências. Costume, hábito, premência, Indispensabilidade, E fazem de mim homem-anúncio itinerante, Escravo da matéria anunciada.

Estou, estou na moda. É duro andar na moda, ainda que a moda. Seja negar minha identidade,

Trocá-lo por mil, açambarcando. Todas as marcas registradas, Todos os logotipos do mercado. Com que inocência demito-me de ser. Eu que antes era e me sabia. Tão diverso de outros, tão mim mesmo,

Ser pensante sentinte e solitário. Com outros seres diversos e conscientes. De sua humana, invencível condição.

Agora sou anúncio. Ora vulgar ora bizarro.

Em língua nacional ou em qualquer língua

(Qualquer, principalmente.)

E nisto me comprazo, tiro glória. De minha anulação.

Não sou - vê lá - anúncio contratado. Eu é que mimosamente pago. Para anunciar, para vender

Em bares festas praias pérgulas piscinas, E bem à vista exibo esta etiqueta. Global no corpo que desiste

De ser veste e sandália de uma essência. Tão viva, independente, Que moda ou suborno algum a compromete.

Onde terei jogado fora, meu gosto e capacidade de escolher,

Minhas idiossincrasias tão pessoais, Tão minhas que no rosto se espelhavam. E cada gesto, cada olhar,

Cada vinco da roupa

Sou gravado de forma universal, Saio da estamparia, não de casa, Da vitrine me tiram, recolocam,

Objeto pulsante mas objeto, Que se oferece como signo de outros. Objetos estáticos, tarifados.

Por me ostentar assim, tão orgulhoso. De ser não eu, mas artigo industrial,

Peço que meu nome retifiquem. Já não me convém o título de homem. Meu nome novo é Coisa.

Eu sou a Coisa, coisamente.

(Carlos Drummond de Andrade)

No poema de Carlos Drummond de Andrade, o trecho: “Desde a cabeça ao bico dos sapatos, São mensagens, Letras falantes, Gritos visuais, Ordens de uso, abuso, reincidências. Costume, hábito, premência, Indispensabilidade, E fazem de mim homem-anúncio itinerante, Escravo da matéria anunciada” faz referência:


(A) a um modelo de produção que visa o lucro e a expansão de capital sem preocupar-se com a integridade e o direito de escolha das pessoas.

(B) ao consumismo exagerado da sociedade atual, que apesar de serem propagandas ambulantes dos anunciantes não se preocupam com suas necessidades de escolha.

(C) as multinacionais que não tem intenção de efetuar propaganda.

(D) as empresas que propagam suas marcas pelo mundo, apenas com o intuito de gerar emprego e renda nos países consumidores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário