sexta-feira, 16 de agosto de 2019

QUESTÕES DE VESTIBULAR E ENEM SOBRE PROCESSO DE URBANIZAÇÃO

1- Observe a imagem:

Com base na imagem analise as proposições.
I- Em áreas de grande expansão urbana, os problemas erosivos tornam-se uma ameaça à população que vive em habitações urbanas informais, ou seja, improvisadas e inacabadas.
II- Em muitas cidades brasileiras sua expansão avança para terrenos topograficamente mais inclinados e geologicamente instáveis. É o caso de obras efetuadas nas vertentes dos morros, ou seja, em áreas extremamente suscetíveis à erosão pluvial.
III- Na ocupação urbana nas áreas de risco, as consequências são desastrosas principalmente para a população de baixa renda. O material que escorrega com o deslize de terras provoca o assoreamento dos rios, córregos e bueiros, contribuindo para as enchentes urbanas, catástrofes irreparáveis presentes em muitas cidades brasileiras.

Está(ão) correta(s):
A) Apenas a proposição I
B) Apenas as proposições I e II
C) Apenas as proposições II e III
D) Apenas as proposições I e III
E) Todas as proposições.

2- Observe o esquema.



A recente urbanização brasileira tem características parcialmente representadas nas situações I e II dos esquemas acima. Considerando essas situações, é correto afirmar que, entre outros processos,
A) I representa a involução urbana de uma metrópole regional.
B) I representa a perda demográfica relativa da cidade central de uma Região Metropolitana.

C) II representa o desmembramento territorial e criação de novos municípios.
D) II representa a formação de uma região metropolitana, a partir do fenômeno da conurbação.
E) II representa a fusão político-administrativa de municípios vizinhos.

3- Subindo morros, margeando córregos ou penduradas em palafitas, as favelas fazem parte da paisagem de um terço dos municípios do país, abrigando mais de 10 milhões de pessoas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A situação das favelas no país reporta a graves problemas de desordenamento territorial. Nesse sentido, uma característica comum a esses espaços tem sido
A) o planejamento para a implantação de infraestruturas urbanas necessárias para atender as necessidades básicas dos moradores.
B) a organização de associações de moradores interessadas na melhoria do espaço urbano e financiadas pelo poder público.
C) a presença de ações referentes à educação ambiental com consequente preservação dos espaços naturais circundantes.
D) o isolamento socioeconômico dos moradores ocupantes desses espaços com a resultante multiplicação de políticas que tentam reverter esse quadro.
E) a ocupação de áreas de risco suscetíveis a enchentes ou desmoronamentos com consequentes perdas materiais e humanas.

4- Em 2014, foram incluídas 4 novas cidades na RMF. Ao entrar em uma RM, a cidade passa a receber recursos adicionais e uma nova infraestrutura para recepcionar possíveis instalações industriais. Com base nos dados atuais referente à RMF assinale a alternativa que indica as 4 novas cidades que passaram a integrar essa região. 

A) Itaitinga, Pentecoste, Eusébio e Aquiraz.
B) Trairi, Paraipaba, São Luís do Curú e Paracuru.
C) Redenção, Caucaia, Maranguape e Maracanaú.
D) Pindoretama, Quixadá, Pacatuba e Chorozinho.
E) Paracuru, São Gonçalo, Redenção e Irauçuba.

5- Sobre cidades globais assinale a opção correta.

A) Duas ou mais metrópoles conurbadas pelo intenso desenvolvimento urbano.
B) Cidades que apresentam uma grande importância econômica para o mercado mundial, tendo em vista que se caracteriza pela sede de empresas transnacionais.
C) Formam aglomerações urbanas, uma grande área urbanizada formada pela cidade núcleo e cidades adjacentes, formando uma conurbação, a qual faz com que as cidades percam seus limites físicos entre si.
D) É o termo empregado para se designar as cidades centrais de áreas urbanas formadas por cidades ligadas entre si fisicamente (conurbadas) ou através de fluxos de pessoas e serviços ou que assumem importante posição (econômica, política, cultural, etc.).
 E) Termo designado para cidades com aglomerações com mais de 10 milhões de habitantes.

6- São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília são consideradas metrópoles nacionais que dentro da classificação do IBGE:

A) apresentam serviços menos complexos e áreas polarizadas mais reduzidas com média de 95 mil habitantes cada.
B) estendem seu poder de polarização em escala nacional, mas não interagem com nenhuma região metropolitana ou RIDE.
C) são grandes metrópoles nacionais com grande densidade demográfica e população absoluta acima de 20 milhões de habitantes.
D) estendem sua polarização por todo país, apresentando intensas atividades econômicas, políticas e sociais, exercendo influência direta sobre regiões metropolitanas fortemente conurbadas.
E) não apresentam ampla atividade econômica no setor de serviços, pois atividades como mineração e agropecuária alavancam o PIB e garantem estabilidade das cidades.

7- (ENEM) Em um debate sobre o futuro do setor de transporte de uma grande cidade brasileira com trânsito intenso, foi apresentado um conjunto de propostas. Entre as propostas reproduzidas abaixo, aquela que atende, ao mesmo tempo, a implicações sociais e ambientais presentes nesse setor é:

A) proibir o uso de combustíveis produzidos a partir de recursos naturais.
B) promover a substituição de veículos a diesel por veículos a gasolina.
C) incentivar a substituição de transporte individual por transportes coletivos.
D) aumentar a importação de diesel para substituir os veículos a álcool.
E) diminuir o uso de combustíveis voláteis devido ao perigo que representam.

8- Uma cidade cresce de forma vertical mediante a construção de elevados edifícios e cresce de forma horizontal mediante a ocupação de novos espaços. Esse crescimento horizontal de uma cidade ocasiona uma:

A) Conurbação.
B) Urbanização.
C) Fragmentação.
D) Megacidade.
E) Interiorização.

9- (UFRGS) Observe o gráfico.



A evolução da população urbana e rural do Brasil mostrada no gráfico pode ser explicada pela
A) mecanização da agricultura e a crise do petróleo
B) mecanização da agricultura e a reforma agrária. 
C) migração campo-cidade e a reforma agrária. 
D) migração campo-cidade e a crise do petróleo. 
E) mecanização da agricultura e a migração campo-cidade. 

10- Atualmente, um dos grandes problemas de urbanização é a violência urbana. Sobre as questões referentes a este assunto, responda (V) para Verdadeiro e (F) para Falso.

I- No Brasil, a violência tem feito milhares de vítimas. Em alguns casos, esse ato é praticado pela própria família, além de inúmeros outros ocorridos nas ruas.
II- O crescimento desordenado das cidades e o êxodo rural pouco influenciam o aumento da violência urbana.
III- Em vários momentos, o crime organizado consegue superar a ação do governo.
IV- Problemas sociais como desemprego, deficiência dos serviços públicos, principalmente os de segurança pública, contribuem para o aumento da violência.
V- A violência urbana está atrelada apenas às classes menos favorecidas do Brasil.

Estão verdadeiras:
A)    I, II e III.
B)    II, III e IV.
C)    I, III e IV.
D)    II, III e V.
E)    I, III e V.

11- Leia o texto.

 “Urbano ou rural?” foi destaque na coluna Radar, na revista Veja. Ela apresenta o caso extremo de União da Serra (RS), município de 1900 habitantes, dos quais 286 são considerados urbanos. A reportagem da revista apontou as seguintes evidências: A) a totalidade dos moradores sobrevive de rendimentos associados à agropecuária; B) a “população” de galinhas e bois é 200 vezes maior que a de pessoas; C) nenhuma residência é atendida por rede de esgoto; D) não há agência bancária.

A situação descrita no texto ocorre porque, no Brasil, a classificação oficial de uma aglomeração urbana ou para classificar uma cidade se dá exclusivamente a partir do seguinte critério:
A) hierárquico-funcional
B) econômico-financeiro
C) demográfico-quantitativo
D) político-administrativo
E) econômico-cultural

12- O município de Paraipaba localiza-se a 94km de Fortaleza e abrange uma população de 32 mil habitantes, sendo 48% na zona rural e 52% na cidade (sedE).  (IBGE, 2014). De acordo com os elementos que classificam uma cidade e um município assinale a alternativa correta.

A) A cidade abrange apenas a sede, independentemente se ocorre a existência de outra área urbana.
B) Cidade é o mesmo que município, pois ambos englobam o limite territorial.
C) Município compõe apenas os distritos localizados no entorno de uma cidade.
D) Cidades diferenciam-se de município, pois apresentam maior quantidade de pessoas e serviços.
E) Cidade diz respeito a área urbanizada e município refere-se a todo território.

13- Nas grandes cidades brasileiras, a falta de moradia e o aumento do desemprego estão diretamente relacionados à existência de que tipos de habitação?
A) Subúrbios e condomínios.
B) Lugarejos e condomínios.
C) Favelas e cortiços.
D) Mansões e vilas.
E) Vilas e bairros.

14- (FGG) Com base no processo de urbanização e suas principais características e ainda conforme seu processo histórico assinale o que for coerente.
A) Trata-se da transformação dos espaços naturais e rurais em espaços urbanizados influenciado por fatores atrativos, portanto, exclui-se êxodo rural.
B) Existem relatos de cidade que datam 4mil anos a.C. como Suméria (Mesopotâmia), Assíria, Babilônia, na China e no Egito, retratando os moldes das cidades contemporâneas.
C) A maioria das cidades antigas apresentavam alto índice populacional como Roma, a maior parte da população vivia nas áreas urbanizadas.
D) O processo de urbanização foi intensificado com a 1ª Revolução Industrial (Inglaterra – séc. XVIII), mas apenas no séc. XIX teve mais de 50% da população vivendo nas cidades, sendo o primeiro país a se urbanizar.
E) Durante a Revolução Industrial, século XVIII na Inglaterra, as cidades tiveram o papel meramente coadjuvantes, por isso, cresciam de forma lenta e organizada.

15- (FUVEST-2019) A metropolização de São Paulo foi induzida pela industrialização no século XX. Nas últimas décadas, o deslocamento de parte da indústria da metrópole e o crescimento do setor terciário avançado revelam a primazia do capital financeiro, que se articula com o setor imobiliário e produz, por exemplo, os edifícios corporativos, sede deste terciário.
Carlos, A.F.A. São Paulo: do capital industrial ao capital financeiro. In: Carlos, A.F.A. e Oliveira. A.U. Geografias de São Paulo: a metrópole do século XXISão Paulo. Adaptado.

Conjuntos comerciais verticais lançados no município de São Paulo de 1992 a 2015

Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio: Embraesp. 2015. Adaptado.

Com base no texto e no mapa, é correto afirmar que

(A) o crescimento do terciário avançado indica o aumento de estabelecimentos industriais, ambos dispersos em São Paulo.
(B) a produção industrial em São Paulo está concentrada nas áreas centrais, o que induziu a proliferação de edifícios corporativos.
(C) os edifícios corporativos concentram a produção de manufaturados e, em São Paulo, estão concentrados nas áreas de maior densidade populacional.
(D) o setor terciário avançado ocupa os edifícios corporativos e está concentrado em poucos distritos da metrópole de São Paulo no momento atual.
(E) a desconcentração industrial em São Paulo foi acompanhada da dispersão do setor terciário avançado.

16- (FUVEST-2018) 
As casinhas eram alugadas por mês e as tinas por dia; e tudo pago adiantado. O preço de cada tina, metendo a água, quinhentos réis; sabão à parte. As moradoras do cortiço tinham preferência e não pagavam nada para lavar.
(...) E, mal vagava uma das casinhas, ou um quarto, um canto onde coubesse um colchão, surgia uma nuvem de pretendentes a disputá-los. E aquilo se foi constituindo numa grande lavanderia, agitada e barulhenta, com as suas cercas de varas, as suas hortaliças verdejantes e os seus jardinzinhos de três e quatro palmos, que apareciam como manchas alegres por entre a negrura das limosas tinas transbordantes e o revérbero das claras barracas de algodão cru, armadas sobre os lustrosos bancos de lavar.
Aluísio Azevedo, O cortiço.

Nas cidades brasileiras, particularmente no último quartel do século XIX, novas formas urbanas são constituídas, como os cortiços e as favelas. Sobre esse fenômeno, é correto afirmar:

(A) A expansão periférica no século XIX, na zona sul da cidade do Rio de Janeiro, teve significativa presença de cortiços, devido à chegada massiva de imigrantes japoneses.
(B) A primeira favela carioca teve sua origem no forte empobrecimento da população no contexto da crise cafeeira na região serrana do Rio de Janeiro.
(C) A maior concentração dos cortiços da cidade de São Paulo, presentes no último quartel do século XIX, localizava-se na porção mais central da aglomeração urbana.
(D) As primeiras favelas brasileiras se originaram devido à expansão da atividade industrial, no centro da cidade de São Paulo, no início do último quartel do século XIX.
(E) Nas cidades do Vale do Paraíba, durante a expansão cafeeira, os cortiços eram muito frequentes, por conta da presença de imigrantes italianos empobrecidos.

17- (Fuvest-2017) Em 1948, quando começaram a demolir as casas térreas para construir os edifícios, nós, os pobres, que residíamos nas habitações coletivas, fomos despejados e ficamos residindo debaixo das pontes. É por isso que eu denomino a favela como o quarto de despejo de uma cidade.
Carolina Maria de Jesus, escritora e moradora da Favela do Canindé, nos anos 1950. Quarto de despejo. Adaptado.

Levando em conta o texto e o mapa, considere as seguintes afirmações:
I. O custo da moradia em áreas mais valorizadas e a desigualdade social são fatores que explicam a grande concentração do número de favelas nas áreas periféricas do sul e do norte do município, de 1960 a 1980.
II. A favela é definida como uma forma de moradia precária devido à existência de elevadas taxas de analfabetismo e baixos índices de desenvolvimento humano de sua população, fatores predominantes na região central da cidade até 1980.
III. Em todas as regiões do município, o maior crescimento do número de favelas se deu de 1981 a 1990, em função da saída e do fechamento de indústrias e da crise
econômica que levaram ao desemprego.

Está correto o que se afirma em
a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e III, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

18- (Fuvest-2016) O processo de industrialização que se efetivou em São Paulo a partir do início do século XX foi o indutor do processo de metropolização. A partir do final dos anos 1950, a concentração da estrutura produtiva e a centralização do capital em São Paulo foram acompanhadas de uma urbanização contraditória que, ao mesmo tempo, absorvia as modernidades possíveis e expulsava para as periferias imensa quantidade de pessoas que, na impossibilidade de viver o urbano, contraditoriamente, potencializavam a sua expansão. Assim, de 1960 a 1980, a expansão da metrópole caracterizou-se também pela intensa expansão de sua área construída, marcadamente fragmentada e hierarquizada. Esse processo se constituiu em um ciclo da expansão capitalista em São Paulo marcada por sua periferização. 

Isabel Alvarez. Projetos Urbanos: alianças e conflitos na reprodução da metrópole. Disponível em: http://gesp.fflch.usp.br/sites/gesp.fflch.usp.br/files/02611.pdf. Acessado em 10/08/2015. Adaptado.

Com base no texto e em seus conhecimentos, é correto afirmar:
a) O processo que levou à formação da metrópole paulistana foi dual, pois, ao trazer modernidade, trouxe também segregação social.
b) A cidade de São Paulo, no período entre o final da Segunda Guerra Mundial e os anos de 1980, conheceu um processo intenso de desconcentração industrial.
c) A periferia de São Paulo continua tendo, nos dias de hoje, um papel fundamental de eliminar a fragmentação e a hierarquização espacial.
d) A periferização, em São Paulo, cresceu com ritmo acelerado até os anos de 1980, e, a partir daí, estagnou, devido à retração de investimentos na metrópole.
e) A expansão da área construída da metrópole, na década de 1960, permitiu, ao mesmo tempo, ampliar a mancha urbana e eliminar a fragmentação espacial.

19- (Fuvest-2015) São  objetivos  do  Plano  Diretor - SP: promover  melhor aproveitamento  do  solo  nas  proximidades  do  sistema estrutural de transporte coletivo com aumento na densidade construtiva,  demográfica,  habitacional  e  de  atividades urbanas;  incrementar  a  oferta  de  comércios,  serviços  emprego em  áreas  pobres  da  periferia; ampliar  a  oferta  de habitações  de  interesse  social  nas  proximidades  do  sistema estrutural de transporte coletivo.
 Diário Oficial. Cidade de São Paulo, 01/08/2014. Adaptado.

É correto afirmar que tais medidas visam a
a)  estimular  a  aproximação  espacial  entre  moradia, emprego e serviços na cidade.
b)  inibir  a  verticalização  em  áreas  próximas  a  vias  de circulação e nas periferias.
c)  reduzir a densidade demográfica em áreas próximas ao sistema estrutural de transporte coletivo.
d)  coibir a distribuição espacial do setor terciário em áreas pobres da periferia.
e)  restringir  a  concentração  espacial  de  habitações  de interesse social a áreas periféricas da cidade.

20ª) (FGG) Leia.
“As cidades globais, também conhecidas como metrópoles mundiais, são grandes aglomerações urbanas que funcionam como centros de influência internacional. Estão no topo da hierarquia urbana. São dotadas de técnica e conhecimento em serviços de elevada influência nas decisões vinculadas à economia globalizada e ao progresso tecnológico.”

De acordo com os critérios estabelecidos para se classificar uma cidade global, Londres se enquadra nesse conceito pois
(A)Abriga uma grande população de executivos de multinacionais e o maior número de filiais asiáticas das maiores firmas globais.
(B)Cidade mais populosa do Hemisfério Sul, é o principal motor econômico-financeiro de decisões corporativas da América Latina.
(C)Tradicional centro industrial, financeiro e tecnológico, tornou-se a capital mundial do design.
(D)A Big Apple conta com trunfos formidáveis, como Wall Street, imensos conglomerados de mídia e uma colossal indústria do turismo.
(E)  a abertura econômica, a eficiência do sistema financeiro e uma infraestrutura implacável fazem com leve o título da cidade mais globalizada do planeta.

21ª) (FGG) Leia o fragmento.
As cidades mais influentes do mundo foram classificadas em três diferentes classes (Alfa, Beta e Gama). Sendo a classe Alfa as cidades de maior influência no planeta, a Beta, intermediária, e a Gama corresponde às cidades globais de menor expressão mundial.

Com base na classificação das cidades globais assinale o item que não corresponde um critério estabelecido para esta definição.
(A) São centros financeiros mundiais e sedes de empresas multinacionais.
(B) Apresentam sistema de transportes complexos e diversificados (rodoviárias, metro, avenidas, aeroporto internacional, etc.), além de infraestrutura tecnológica sofisticada.
(C)São definidas pelo quantitativo demográfico responsável pela atração de indústrias multinacionais.
(D) Podem apresentar elevada concentração populacional, forte economia, dinâmica e diversificada, forte urbanização e mercado de trabalho intenso.
(E)  Apresentam elevada diversidade de serviços (administrativos, educacionais, financeiros, científicos e tecnológicos);

22ª) (Unifesp-SP) No Brasil, em decorrência do processo de urbanização, verificou-se uma intensa metropolização, da qual resultaram:
(A) cidades médias, que se industrializaram após a abertura econômica da década de 1990, como Campinas e Ouro Preto.
(B) metrópoles nacionais, sedes do poder econômico e político do país, como São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro.
(C) cidades mundiais, que receberam vultosos investimentos externos no início do século XXI, como Belo Horizonte e Rio de Janeiro.
(D) megacidades dispersas pelo país, graças ao retorno de imigrantes, como Manaus, Goiânia e Curitiba.
(E)  metrópoles regionais, que constituem a primeira megalópole do país, como Fortaleza, Recife e Salvador.

23ª) (PUC-SP) Leia o texto.
“É comum encontrar, nas referências sobre a urbanização no século XX, menções ao fato de ela ter sido fortemente marcada pela metropolização. De fato, as metrópoles são fundamentais para se entender a vida urbana contemporânea.”

A respeito das metrópoles modernas brasileiras, pode-se afirmar que:
(A) não são aglomerações tão grandes quanto as de outros países, porque elas são fragmentadas em vários municípios, como no caso de São Paulo.
(B) são configurações cujas dinâmicas, em alguns casos, levaram seus limites para além do núcleo municipal de origem, formando aglomerações multimunicipais.
(C) elas são aglomerações modestas em razão da inviabilidade de se administrar em países pobres áreas urbanas de grande porte.
(D) apenas uma delas pode ser considerada de fato metrópole, logo, não se pode afirmar que no Brasil houve uma urbanização metropolitana.
(E)  elas estão com o seu crescimento paralisado, sofrendo, em alguns casos, encolhimento, em função de novas políticas de planejamento.

24ª) (ESPM- Adaptada FGG) Leia o fragmento.
“Urbanização é o nome do processo que ocorre quando a população urbana cresce num ritmo mais rápido do que a população rural. Normalmente isso ocorre quando, por algum motivo, começa a haver uma intensa migração de pessoas do campo para a cidade, ou seja, um êxodo rural. Na maior parte das vezes, esse movimento migratório tem a ver com o processo de industrialização, que faz com que as cidades se tornem atraentes em função do surgimento de novas vagas de emprego.”

Observe os conceitos urbanos abaixo e indique a alternativa que apresenta a definição e o exemplo correto:
(A) Macrocefalismo – planejamento urbano adequado. Exemplo: Tóquio.
(B) Metrópole – conjunto de municípios que se aglomeram em torno de outro principal. Exemplo: Londrina.
(C) Megalópole – fusão de metrópoles. Exemplo: Washington-Boston.
(D) Conurbação – distanciamento repulsivo entre dois municípios ou mais. Campinas-São Paulo.
(E)  Cidade global – cidade com capacidade de polarização internacional. Exemplo: Santiago.

25ª) UNCISAL – Tendo como referência o texto abaixo, assinale a opção correta.
“As cidades milionárias (com mais de um milhão de habitantes) que eram apenas duas em 1960 – São Paulo e Rio de Janeiro são cinco em 1970, dez em 1980, doze em 1991, treze em 2000 e quinze em 2010 (IBGE). Esses números ganham maior significação se nos lembrarmos que, historicamente, em 1872 a soma total das dez maiores cidades brasileiras não alcançavam um milhão de habitantes, pois somavam apenas 815.729 pessoas. Esta é a nova realidade da macro urbanização ou metropolização brasileira” (Adaptado. Santos, M. Urbanização Brasileira).

(A)   No Brasil, a modernização do campo teve relação direta com a aceleração da urbanização, caracterizada por uma metropolização que se disseminou por várias regiões brasileiras.
(B)   Embora no mundo globalizado a tendência migratória campo-cidade seja pequena, o Brasil, em função da desorganização econômica e social e das ilusões de que a vida nas cidades apresenta mais perspectivas, mantém taxas elevadas de fluxo migratório.
(C)   Um ritmo de metropolização tão elevado, como o do Brasil, corresponde a índices equivalentes de crescimento industrial. Assim, a maior parte da população que se dirige às cidades é empregada no setor secundário.
(D)   Embora o ritmo de urbanização e metropolização no Brasil tenham sido muito elevados, o fenômeno ficou restrito às regiões Sul e Sudeste, pois foi justamente nessas regiões que ocorreu o maior crescimento industrial.
(E)    A urbanização brasileira, com seu caráter metropolitano, indica definitivamente a passagem de nosso país para o estágio de país desenvolvido e moderno. Sabe-se que todos os países considerados desenvolvidos são aqueles que apresentam elevados índices de urbanização.

26ª) UFAL – Sobre o tema “Urbanização”, analise as afirmações a seguir:
I-   A partir do final do século XIX, houve nos países desenvolvidos um processo de suburbanização da população de maior poder aquisitivo, que procurava distanciar-se das concentrações populacionais e industriais e dos problemas ambientais dos centros urbanos.
II- A partir da década de 1950, houve uma ampliação considerável da superfície ocupada pelas cidades nos países subdesenvolvidos, num ritmo muito mais intenso do que o verificado nos países onde a urbanização acontecera há mais tempo.
III-         Toda cidade é uma forma de organização complexa, do ponto de vista socioespacial, pois seu desenvolvimento depende da infraestrutura administrativa, cultural e tecnológica.
IV-         A cidade surgiu com as primeiras civilizações da Antiguidade, mas foi a partir da Revolução Industrial que surgiu o maior desenvolvimento urbano de toda a História da humanidade.
Está(ão) correta(s):
(     A)  I e II.
(     B)  II e IV.
(     C)  II e III.
(     D)  I, II e III.
(     E)  I, III e IV.

27ª) (UFF-RJ) Os mapas ilustram o processo de urbanização do território brasileiro ao longo da última metade do século XX.


Analisando a geografia da urbanização brasileira, pode-se afirmar que:
(A) o fenômeno urbano no Brasil caracteriza-se pelo crescimento homogêneo das cidades na região Centro-Sul – sobretudo por causa da difusão das indústrias – e bastante heterogêneo no Nordeste, graças ao domínio dos latifúndios.
(B) as cidades brasileiras ganharam expansão sob os eixos norte-sul (1970) e leste-oeste (1996), concentrando o maior número da população brasileira e acompanhando as mudanças no processo das migrações regionais.
(C) esse processo de urbanização acompanha a concentração industrial e de serviços e forma uma rede urbana polarizada pelas metrópoles nacionais e regionais da faixa leste do território brasileiro.
(D) a urbanização das regiões agrícolas marca uma mudança no eixo da urbanização, pois seu crescimento econômico é responsável pela atual interiorização da concentração de cidades, em detrimento das concentrações urbanas tradicionais.
(E)  a pequena expressão da urbanização nas regiões Norte e Centro-Oeste deve-se ao fato de as condições naturais apresentarem-se pouco propícias à industrialização e à concentração demográfica observadas nas regiões Sudeste e Sul.

28ª) (UFSCAR) Com a acelerada urbanização da humanidade e o advento de gigantescas aglomerações urbanas, os especialistas no tema e as organizações internacionais logo criaram novos conceitos para dar conta dessas realidades. Dentre eles, existem os conceitos de megalópole, megacidade e cidade global. A respeito desses conceitos, seria correto afirmar que:
I-              Megalópole é uma gigantesca aglomeração urbana, com mais de 10 milhões de habitantes e onde há conurbação de inúmeras cidades vizinhas.
II-            Cidade global é uma imensa área urbana com uma população de no mínimo 10 milhões de habitantes.
III-           Megacidade é uma gigantesca aglomeração urbana com no mínimo 10 milhões de habitantes.
IV-           Megalópole é uma região superurbanizada onde, numa pequena extensão de um território nacional, se concentram várias cidades milionárias, que possuem uma vida econômica bastante interligada.
São verdadeiras as afirmativas:
(     A)  I e II.
(     B)  II e III.
(     C)  III e IV.
(     D)  I e IV.
   E) II e IV.

BONS ESTUDOS


****GABARITO****

1E / 2D / 3E / 4B / 5B / 6D / 7C / 8A / 9E / 10C / 11D / 12E / 13C / 14D / 15D / 16C / 17A / 18A / 19A / 20E / 21C / 22B / 23B / 24C / 25A / 26B / 27C / 28C 


Nenhum comentário:

Postar um comentário